Governo zera imposto de importação para equipamentos de energia solar

O governo brasileiro decidiu incluir diversos equipamentos de energia solar em uma lista de bens de capital cujos impostos de importação estão zerados até o final de 2021, de acordo com publicações no Diário Oficial da União desta segunda-feira.

A medida deve ajudar a impulsionar negócios em momento em que a desvalorização do real frente ao dólar aumenta custos de componentes para geração com a tecnologia, que depende principalmente de importações da China.

Por outro lado, as poucas empresas que fabricam equipamentos solares no Brasil poderão ver pressionada sua competitividade frente aos importados, que tradicionalmente já possuem vantagens em termos de custos.

A Câmara de Comércio Exterior (Camex), do Ministério da Economia, adicionou à lista dos chamados “ex-tarifários” uma dezena de módulos fotovoltaicos para energia solar, além de inversores e outros acessórios, como componentes dos chamados “trackers”, que permitem que os painéis de uma usina acompanhem o movimento do sol ao longo do dia para maximizar a produção.

Foram beneficiados dezenas de modelos de módulos solares, incluindo monocristalinos e bifaciais, além de alguns tipos de inversores trifásicos para sistemas fotovoltaicos e componentes utilizados nos “trackers”, como unidades de controle.

Também foram isentas do imposto de importação bombas para líquidos usadas em sistemas de irrigação movidos com energia solar, segundo as resoluções da Camex.

Os impostos de importação para módulos solares habitualmente são de 12%, enquanto os inversores pagam tarifas de 14%, por exemplo, disse à Reuters o presidente da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), Rodrigo Sauaia.

A entidade, no entanto, ainda avalia o impacto das medidas sobre o mercado, disse Sauaia, ao destacar que elas envolvem dezenas de diferentes itens.

 

Brasil zera imposto de importação para módulos de geração de energia solar

 

Ele também afirmou que a associação não costuma se posicionar sobre o tema junto ao governo porque tem como associados tanto fabricantes locais quanto empresas que importam equipamentos.

A inclusão dos novos itens à lista de produtos isentos de tarifa na condição de ex-tarifários, terá efeitos a partir de 1° de agosto.

Instalações de geração solar têm crescido rapidamente no Brasil nos últimos anos e já respondem por cerca de 3 gigawatts em potência instalada, se consideradas grandes usinas.

Ainda assim, a fonte representa atualmente pouco menos de 2% da capacidade em operação no país, segundo dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), com enorme potencial de expansão nas próximas décadas

BNDES muda regra e pessoas físicas podem investir em energia solar

Fundo Clima permite financiar 80% dos itens apoiáveis ao custo final de 4,03% ao ano para pessoas físicas e jurídicas com renda até R$ 90 milhões
Trata-se de mais uma ação do BNDES para incentivar o cidadão brasileiro a investir em sustentabilidade e economia de energia

BNDES - imagem ilustrativa

Leia mais

COMPRA DE PAINÉIS DE ENERGIA SOLAR PARA CASAS NO DF TERÁ FINANCIAMENTO DA UNIÃO

Por G1 DF

 

Placas fotovoltaicas em fase de instalação na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) (Foto: Krystine Carneiro/G1)

Placas fotovoltaicas em fase de instalação na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) (Foto: Krystine Carneiro/G1)

 

Leia mais

Pernambuco lança atlas que mapeia o potencial de geração de energia solar e eólica do estado

atlas solar eolico pernambuco lancamento

Visando fortalecer e expandir cada vez mais a matriz energética pernambucana de forma sustentável, o Governo do Estado entregou à sociedade, nesta quarta-feira (29/11), o seu Altas Eólico e Solar de Pernambuco.

O material apresenta um mapeamento das áreas com maior potencial de geração de energias renováveis, através da oferta de dados técnicos precisos que objetivam facilitar a instalação de empreendimentos do setor no território pernambucano.

Leia mais

EDF escolhe o Brasil para investir R$ 6 bilhões em energia renovável nos próximos anos

A EDF EN, empresa de energia renovável do grupo francês EDF, estabeleceu o Brasil como uma de suas prioridades e pode investir mais 6 bilhões de reais no país nos próximos anos para elevar a capacidade de geração para até 2 gigawatts, disse nesta quarta-feira o CEO da empresa no Brasil, Paulo Abranches.

A companhia, que pretende crescer no país em um ritmo mais forte do que globalmente, tem projetos de energia solar e eólica de cerca de 600 MW nos Estados da Bahia e Minas Gerais, sendo 350 MWs já em operação e comissionamento e outros 250 MWs em construção, cujos investimentos totais são estimados em 3 bilhões de reais.

Leia mais

Quais são os tipos de painéis solares fotovoltaico?

LGL SOLAR

Como uma opção sustentável e funcional para gerar eletricidade, a energia solar representa, para muitas pessoas, e até para empresas, o futuro da eletricidade. Quando pensamos em como o sistema hidrelétrico está instável e saturado, percebemos a energia solar como alternativa inteligente.

Leia mais

4 dicas para comprar painéis solares

LGL SOLAR

A possibilidade de usar a energia renovável, é uma indicação de futuro próximo a humanidade caminhará para o uso responsável dos recursos naturais. Se tratando principalmente da energia solar e os painéis fotovoltaicos é necessário que o consumidor entenda alguns princípios antes de adquirir esse produto. Hoje falaremos dos quatro cuidados antes de comprar painéis solares fotovoltaicos. Confira:

Leia mais

Em seis meses, Brasil dobrou o número de instalações de painéis de energia solar

Boas notícias para quem pensa em fazer um curso de energia solar. Segundo dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o país concluiu em abril de 2017, a instalação e conexão de mais de 10 mil painéis solares de microgeração de energia, que geram juntos 112 megawatts.  Ainda é pouco se compararmos com a energia eólica, que em 2016 adicionou à rede 2000 megawatts.

Leia mais

BNDES aprova o primeiro financiamento para geração de energia solar

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou o financiamento de R$529.039 milhões para um projeto de geração de energia solar. Este investimento será utilizado para a implantação do Complexo Solar Pirapora, em Minas Gerais.

Leia mais

Virou lei na França: telhado verde e painel solar são obrigatórios em prédios comerciais

Painel solar

Se esta ideia fosse plantada, todos nós viveríamos muito melhor.

Soluções sustentáveis para as cidades são mais do que nunca necessárias.

A concentração de pessoas, veículos, empresas, comércios e indústrias tornam as nossas cidades mais poluídas, e isso acarreta em menor qualidade de vida para todos nós.

Leia mais